X Games

Olá, seja bem vindo ao fórum X-Games! Se você já é membro, faça login. Se ainda não for, registre-se agora mesmo e aproveite todo nosso conteúdo! É grátis!
X Games

    Section 8

    Compartilhe
    avatar
    Kelvin
    Moderador
    Moderador

    Mensagens : 610
    Idade : 24
    Cadastrado em : 10/07/2008
    Alerta :

    Section 8

    Mensagem por Kelvin em Qua 28 Jan 2009, 10:25 am

    Desenvolvedor: TimeGate Studios
    Distribuidor: Gamecock Media Group
    Gênero: Tiro em primeira pessoa - FPS
    Lançamento:A ser anunciado
    Faixa etária: Indefinida
    Suporte Online: Sim

    Sinopse:
    Quando o planeta Terra é invadido pelo exército alienígena conhecido como Arm of Orion, a 8ª infantaria do EDF, apelidada de Section 8 — termo militar para designar homens que enlouqueceram em combate — é a única esperança da humanidade.

    Section 8 é um jogo de tiro em primeira pessoa cujo sistema é uma mescla dos clássicos Battlefield 1942 e Counter-Strike. De Battlefield, o título empresta o sistema de domínio de pontos estratégicos do cenário, enquanto, de Counter-Strike, o jogo empresta o sistema de compra de equipamentos.

    Mergulhe de 15 mil pés rumo ao campo de batalha em Section 8.

    Com um enredo que deverá fazer o jogador se afundar na aventura, Section 8 chegará aos consoles de nova geração e ao PC com sistema de jogabilidade similar ao da franquia Battlefield, onde o jogador deve assumir o controle de áreas do terreno, porém com uma série de inovações.O Arm of Orion é seu pior inimigo.

    Para começo de conversa, o mundo de Section 8, apesar de ser ambientado no futuro, não é como em outros jogos de ficção científica onde tudo vai à velocidade da luz. As viagens entre mundos podem demorar semanas. Comunicação também é algo que sofre muito com a distância.

    No enredo, duas facções em guerra e a história de um soldado sobre memória e perseverança. De um lado, os malvadões do Arm of Orion (braço de Orion, em inglês), do outro a oitava divisão armada, facção de elite do governo.

    Os soldados inimigos começaram a dominar os planetas mais distantes da galáxia sem nenhum alarde, fazendo o governo acreditar que havia acontecido apenas uma queda na comunicação, e que esta logo se restabeleceria.

    Mais tarde, descobrem a intenção dos integrantes do Arm of Orion, mas já era tarde demais, e além de suas posições já estarem fortificadas, uma emboscada havia sido preparada contra o governo.

    É aí que começa o jogo, com Alex Corde (seu personagem) literalmente mergulhando de cabeça em um dos planetas perdidos para investigar. Aliás, vale lembrar que esse mergulho de cabeça é uma das grandes sacadas do jogo.

    Mesmo nas partidas online, o jogador começa em uma nave espacial a cerca de 15 mil pés do chão, de onde mergulha numa decida com 5 segundos de duração. Tudo isso em primeira pessoa e com um sonoro estampido no momento da aterrisagem.

    Isso torna o jogador livre dos terríveis spawn points — ou pontos de nascimento, tão comuns em títulos como BattleField —, aqui você está livre para cair onde bem entender no mapa. É bastante parecido com Medal of Honor: Airborne.

    Mergulhe dos céus rumo à batalha!Enquanto na maioria dos jogos tudo que o jogador faz é erguer uma bandeirola para o time, em Section 8 dominar novos territórios fornecerá muito mais que isso. Podem ser canhões anti-aéreos que atacam os soldados que se aproximem mergulhando (os adversários também “nascem” assim). Ou ainda um sensor que fornece um radar para toda a sua equipe.

    O que resulta em uma movimentação mais tática, já que possuir determinadas tecnologias são pontos cruciais para a vitória. Cada equipe deverá, portanto, construir sua própria tática.

    Além disso, a batalha ficará muito mais espalhada pelo campo: em Section 8 não haverá um front de batalha. Cada equipe controlará diversas ilhas no mapa, o que torna a experiência mais palpável, e ao mesmo tempo mais emocionante.

    Como se não bastasse, é possível ainda mandar um pedido para que a nave mãe envie um veículo ao campo de batalha. Estes podem ser adquiridos através de um sistema chamado Requisition points, que são adquiridos dominando pontos estratégicos do mapa.

    Com eles, você pode pedir armaduras pesadas que comportam-se como veículos para uma só pessoa (Mechs) ou um tanque de quatro lugares que possui uma arma específica para cada um dos quatro assentos.

    Outro aspecto que chama atenção no jogo é que, assim como grande parte dos títulos no gênero tiro em primeira pessoa dos dias atuais, Section 8 não limita o jogador a três ou quatro classes pré-definidas.

    É possível montar suas próprias classes, utilizando as mais diversificadas opções de personalização que o jogo oferece. Existem duas destas que são centrais: personalização ativa e passiva.

    A noite é sua aliada, mas também sua inimiga!

    No caso da ativa, você pode adicionar ferramentas ao seu traje, como morteiros nos ombros ou um mecanismo que ira curar seu traje sempre que este for atingido. Já os módulos passivos fornecem maior velocidade, mobilidade aperfeiçoada e outros aspectos secundários.

    Como tais personalizações são dispositivos físicos ligados ao seu traje, você pode destacá-los a qualquer momento durante a batalha, e ainda pode mirar o adversário com ele ou simplesmente soltá-lo ao léo.

    Com tudo que a TimeGate (desenvolvedora do título) vem preparando para Section 8, pode ser que tenhamos outro jogo de tiro em primeira pessoa muito marcante ainda para 2009.

    Aparentemente, Section 8 visa destacar-se da massa de fps (first person shooters), já que este é, provavelmente, o gênero com mais jogos sendo produzidos no momento, no entanto seus modos de jogo não devem se diferenciar tanto dos costumeiros.

    A TimeGate, porém, comentou sobre um modo chamado DCM, sigla inglesa para Dynamic Combat Missions, ou missões de combate dinâmico, e isso promete tornar o jogo bem mais atraente do ponto de vista de inovações.

    O multiplayer trará o sistema de captura de pontos citado acima, semelhante ao da série BattleField (com exceção de Bad Company), mas também existe um modo diferente chamado assassination (assassinato), onde um dos jogadores se torna um VIP e o objetivo de uma das equipes é aniquilá-lo, enquanto o da outra é protegê-lo.

    Outras missões envolvem proteger um comboio ou destruir uma ponte primordial para as operações inimigas. Tais missões, aparentemente, poderão ser ativadas no meio do combate, e fornecerão mais requisition points para o jogador que executá-las.

    Tanto no modo single player como no multiplayer as DCM estarão disponíveis, porém o foco delas em cada um dos casos é diferenciado. No modo para um jogador, tais missões envolvem uma ligação com a história de Alex Corde, sevindo como uma forma de integrar o enredo paralelo de Alex ao jogo.

    Nos consoles, o multiplayer já está confimado para 16 jogadores, e o objetivo é permitir entre 24 e 32. No PC, já estão confirmados até 32 jogadores simultâneos, mas existe a possibilidade desse número aumentar para 54.


    O jogo parece ser extremamente atrativo, e está marcado para o segundo semestre de 2009, quando chegará ao PC, Xbox 360 e PlayStation 3.

    Esqueça previsibilidade: Section 8 é um FPS futurista que promete inovar o gênero!


    Jogos de tiro em primeira pessoa não são a melhor opção para consoles. Entretanto, nos últimos tempos as desenvolvedoras têm se preocupado cada vez mais com esse gênero nos videogames. Isso está mudando a forma como os jogadores vêem FPS nos consoles. Títulos como The Darkness, exclusivo para PS3 e Xbox 360, Bioshock — lançado originalmente para Xbox 360 — e outros permitiram que esse conceito de jogos em primeira pessoa serem exclusivos do PC fosse por água abaixo.

    Pensando nisso, a Timegate (FEAR e Timeshift) destinou seu novo título, Section 8, para os consoles de nova geração da Sony e da Microsoft, bem como para o PC. Apesar de utilizar um sistema de conquista de pontos estratégicos semelhante ao da série Battlefield, os desenvolvedores de Section 8 garantem que o jogo será bastante inovador, afinal a principal filosofia da Timegate é inovar sempre.

    Section 8 conta uma história futurista onde o planeta Terra está sendo invadido por uma raça alienígena chamada Arm of Orion. Para conter os ataques, a 8ª infantaria do EDF, conhecida como Section 8, é enviada em uma batalha sagrenta antes que o planeta todo esteja perdido. Section 8 faz referência a uma gíria do exército estadunidense que define loucos. A 8ª infantaria recebeu esse apelido devido às missões-suicida em que aceita participar.

    O jogo possuirá um sistema semelhante ao de Battlefield também no que diz respeito aos veículos: sua importância é a mesma, porém em Section 8 os veículos não estão disponíveis no mapa. Ao invés disso, o jogador deverá utilizar o dinheiro que arrecadou em combate para adquiri-los num menu semelhante ao do sucesso recentemente proibido Counter-Strike.

    Sobre o campo de batalha, haverão duas “naves mãe”, uma para cada time. São elas que soltam tanques e jetpacks, além de lançar os personagens de pára-quedas. Dessa forma, os personagens que renascem não se materializam no mapa, há uma lógica na reaparição dele.

    Imagens (Em Spoiler)
    Spoiler:





    Videos: